Entre em contato com um de nossos especialistas!

Resolvendo a Equação da Descarbonização

blog.elemar.com.br

Entre as cinco megatendências que estão transformando o mundo em que vivemos, a emergência climática é sem dúvida o desafio mais assustador e urgente, ameaçando as próprias fundações da nossa civilização. Em nossa busca para proteger nosso clima, o papel da tecnologia é tanto transformador quanto essencial.

Muitas inovações demonstram sua força única no enfrentamento de questões ambientais, mas é a aplicação coletiva que realmente amplifica sua eficácia. Essa convergência – desde a descoberta dos gêmeos digitais até o ‘grande habilitador’ que é a IA industrial, a eficiência da manufatura aditiva, a visão das plataformas de descarbonização e o equilíbrio proporcionado pelas redes inteligentes – cria uma força abrangente para a sustentabilidade. Juntos, eles estão moldando nossa abordagem para um futuro mais limpo e sustentável.

Vamos dar uma olhada mais de perto no que está acontecendo – e no que está por vir.

Gêmeos Digitais: desbravando o caminho para o metaverso industrial

A tecnologia de gêmeos digitais se destaca como uma força propulsora para aumentar a eficiência e a sustentabilidade. Imagine um mundo onde cada ativo físico tenha um correspondente digital que atua exatamente como a coisa real. Isso não é ficção científica, é a realidade que estamos construindo. Hoje, os gêmeos digitais nos permitem simular, testar e otimizar tudo, desde geladeiras eficientes em energia de supermercado até vastas redes de transporte, como o sistema ferroviário de 2 mil km que estamos construindo no Egito.

E, conforme avançamos, o metaverso industrial começa a tomar forma. Neste mundo digital emergente, gêmeos digitais baseados em física, em tempo real e fotorrealistas, nos permitirão gerenciar, analisar e inovar com velocidade e precisão sem precedentes. Essa evolução representa a reinvenção de como interagimos com pessoas e máquinas – e potencializa nossa capacidade de inovar e moldar nosso mundo físico.

IA Industrial: o facilitador inteligente

Outra tecnologia acelerando a descarbonização é a IA industrial, atuando como um catalisador que realça as capacidades de outras tecnologias. Considere o exemplo dos Greenergy Data Centers na Estônia. O impacto, como descrito pelo Diretor de Desenvolvimento Kert Evert, é realmente incrível. “Nossa eficiência melhorou imediatamente em aproximadamente 30% quando lançamos o sistema de IA pela primeira vez”, ele explica. “E isso foi apenas o começo. O sistema continua aprendendo, adaptando-se e melhorando ao longo do tempo.”

Manufatura Aditiva: uma história de eficiência de recursos

Então, temos a manufatura aditiva, uma tecnologia com potencial de transformar todo o cenário de fabricação, mudando a forma como pensamos sobre produção e o uso de recursos. Um exemplo convincente é uma empresa alemã que usou essa tecnologia para reformar engrenagens de turbinas eólicas, resultando em uma economia de energia de 60-85%. Da mesma forma, a Siemens Mobility utiliza a manufatura aditiva para produzir peças de reposição de trens sob demanda, diminuindo significativamente o tempo e os recursos tradicionalmente necessários em logística e fabricação. Essa abordagem reduz as emissões e possibilita uma mudança para um processo de produção mais ágil e ecologicamente correto.

Plataformas Digitais de Descarbonização: o facilitador da colaboração

A descarbonização eficaz depende de colaboração, confiança e transparência. Plataformas digitais como a SiGREEN são centrais para este esforço, proporcionando um espaço onde empresas podem compartilhar dados e estratégias de forma transparente para reduzir emissões de carbono. Essas plataformas não são apenas ferramentas, mas facilitadoras de inovação e cooperação, essenciais para alcançar objetivos sustentáveis e de baixo carbono.

Redes Inteligentes: viabilizando a transição energética

E, por fim, considere o papel crítico das redes inteligentes em nossa transição energética. Esses sistemas avançados são chave em lugares como Terceira, nos Açores, onde fontes renováveis como solar e eólica variam por natureza. As redes inteligentes gerenciam essa variabilidade, garantindo um fornecimento de energia estável e confiável e reduzindo significativamente as emissões de carbono. Elas são a espinha dorsal de um setor energético futuro em que as energias renováveis são centrais para nossas necessidades energéticas.

Além do impacto individual: a convergência de tecnologias

Olhando para o futuro, está claro que essas tecnologias – gêmeos digitais, IA industrial, manufatura aditiva, plataformas de descarbonização e redes inteligentes – são partes interconectadas de um todo maior. Juntas, elas trabalham em sinergia para reduzir as emissões de carbono da indústria e aumentar a eficiência operacional.

Nosso caminho à frente é de colaboração e inovação, uma jornada em direção a um futuro sustentável e neutro em carbono. Isso requer a fusão do real com o digital, criando soluções para desafios ambientais. Este é o nosso compromisso, nossa ambição: criar tecnologia com propósito para transformar o cotidiano de todos.

Artigo escrito por Peter Koerte, Chief Technology e Chief Strategy Officer da Siemens.


Sobre o autor

No mercado desde 1979, a princípio somente na área de Desembaraço Aduaneiro, a Elemar tem no sue DNA como motivação proncipal, surpreender o Cliente em todos as aspectos relacionados a logística, oferecendo soluções inovadoras, até bem por isto deste conceito nasceu nosso slogan: Logística, Suporte e Soluções, o que fez com que fossemos ampliando nosso leque de serviços para atender todas as necessidades dos nossos clientes e hoje alcançamos o nível de Operador Logístico Internacional com equipes exclusivas e atuantes em:

  • Projetos Logísticos;
  • Agenciamento de Carga;
  • Desembaraço Aduaneiro;
  • Armazém Geral;
  • Gestão de Distribuição.