Entre em contato com um de nossos especialistas!

Argentina permanece como destino estratégico para exportações brasileiras apesar de oscilações conjunturais

blog.elemar.com.br

Em 2023, o Brasil voltou a ser o principal fornecedor da Argentina, superando a China. É o que aponta o Perfil de Comércio e Investimentos-Argentina, estudo publicado pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil), nessa segunda-feira (29/04).

A Argentina é a 3º maior economia da América Latina e terceiro maior destino para as exportações brasileiras no mundo, ficando atrás somente da China e dos Estados Unidos. Em 2023, nossas exportações chegaram a US$ 16,7 bilhões, com saldo positivo para o Brasil de US$ 4,7 bilhões.

No comércio bilateral Brasil-Argentina, tão importante quando o valor é o que é exportado. Nossa pauta exportadora para a Argentina inclui commodities, como minério de ferro e soja, mas também produtos de alto valor agregado. Os produtos da indústria de transformação constituem a maior parte das vendas brasileiras àquele mercado.

Oportunidades

A partir do cruzamento de dados de competitividade do Brasil e das demandas internacionais, a gerência de Inteligência de Mercado da ApexBrasil identifica novas oportunidades de mercado e apoia as empresas a elaborar a melhor estratégia de inserção internacional para seus produtos.

Segundo o Mapa de Oportunidades, plataforma gratuita da ApexBrasil que oferece esse serviço, o mercado argentino oferece mais de 2.000 oportunidades para produtos brasileiros, o que pode representar cerca de US$ 58 bilhões em negócios, especialmente em setores como máquinas e equipamentos de transporte.

Investimentos

A Argentina é tradicional destino para internacionalização das empresas brasileiras, devido a seu importante mercado consumidor e as facilidades de acesso do Mercosul. Em 2022, o estoque de IED brasileiro na Argentina foi de US$ 7,2 bilhões, o maior na série histórica desde 2013. Com isso, a Argentina ficou na 12ª posição entre os principais destinos dos investimentos brasileiros, com destaque para a abertura de um centro de P&D da Agroceres em Florentino Ameghino, no valor estimado de US$ 64,1 milhões, e para abertura de cinco lojas da Natura em Buenos Aires.

Em sentido contrário, em 2022 o valor investido pela Argentina no Brasil foi de US$ 1 bilhão em 2022, após um pico de US$ 11 bilhões em 2021. Ainda assim, tiveram destaque importantes investimentos greenfield argentinos anunciados, como a expansão das fábricas da Arcor (alimentos), em Campinas (SP), Rio das Pedras (RJ) e Contagem (MG), além do seu Centro de Distribuição em Campo Grande (MS), com um investimento estimado de US$ 198,2 milhões em 2023, e a expectativa de criação de mais de 500 empregos diretos.

Fonte:Apex-Brasil

Sobre o autor

No mercado desde 1979, a princípio somente na área de Desembaraço Aduaneiro, a Elemar tem no sue DNA como motivação proncipal, surpreender o Cliente em todos as aspectos relacionados a logística, oferecendo soluções inovadoras, até bem por isto deste conceito nasceu nosso slogan: Logística, Suporte e Soluções, o que fez com que fossemos ampliando nosso leque de serviços para atender todas as necessidades dos nossos clientes e hoje alcançamos o nível de Operador Logístico Internacional com equipes exclusivas e atuantes em:

  • Projetos Logísticos;
  • Agenciamento de Carga;
  • Desembaraço Aduaneiro;
  • Armazém Geral;
  • Gestão de Distribuição.